top
logo

 

Tomaz Ribeiro (1831-1901)

Político e poeta, nasceu em
Parada de Gonta, Tondela

 

 

 

 

Selo PES avançado nov2021

 

 

 

 

 

 

 

logo2
 

 


 


 

 

 

 

  

Logo-Escola-Amiga-da-Crianca-4_142x119 

 

Escola a ler  logo

 

Erasmus +

O Erasmus+ é um programa europeu que apoia a educação, a formação, a juventude e o desporto, proporcionando a oportunidade de estudar, seguir uma formação e adquirir experiência no estrangeiro. Pretendendo, assim, contribuir para o desenvolvimento de sinergias e cooperação entre os vários setores da educação, formação e juventude e o mundo do trabalho. O programa não se destina apenas a alunos, mas também a profissionais que trabalham em organizações, como é o caso das escolas.

Equipa

Rosa Maria Marques Coimbra Fernandes (coordenadora)
António Luís Vaz Salgado
Fernanda Maria Amaral Rodrigues Pereira
Luís Filipe Rodrigues da Costa
Júlio de Melo Cabral Valente

 

Notícias e atividades

 

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE TONDELA TOMAZ RIBEIRO: NOVO PROJETO EUROPEU ERASMUS+

AETTR logotipo-ras 2223O Agrupamento de Escolas de Tondela Tomaz Ribeiro (AETTR) tem novo projeto Erasmus+ aprovado, juntamente com dois parceiros europeus, uma escola da Hungria e outra de França.
Este novo projeto envolve não só professores, como também alunos, dos 7 aos 14 anos de idade. O título do projeto é “Playful education-learning with games” e visa, em primeira instância, motivar os alunos para as suas aprendizagens através do desenvolvimento de diversas atividades lúdicas suscetíveis de mobilizar diferentes competências: científicas; sociais; físicas; entre outras.
Pretende-se que os alunos entendam que aprender é essencial, mas que, através de uma educação lúdica, a aquisição de saber(es) pode ser facilitada e até divertida. A aprendizagem não tem de se construir apenas a partir dos manuais, as competências podem ir sendo adquiridas pela colaboração com os pares, com propósitos e objetivos a atingir, em equipa. Nessa medida, os alunos serão convocados a tornar-se agentes ativos das suas aprendizagens.
Também os docentes, pela partilha de boas práticas, poderão aprender com os colegas europeus, novas metodologias de ensinar e assim promover ambientes educativos mais participativos.
Este projeto contempla ainda o envolvimento de parcerias locais, tais como museus, associações e até individualidades com ação no âmbito da temática da educação lúdica e motivacional.
Ao longo de 2 anos, alunos e professores desenvolverão atividades diversas, que partilharão entre si, que darão a conhecer às suas comunidades e que partilharão aquando dos intercâmbios internacionais nos países europeus parceiros.
A motivação é uma parte essencial do processo de aprendizagem ao longo da vida. Com o projeto “Playful education-learning with games” (PELG+) pretende-se, portando, promover dinâmicas motivacionais e métodos pedagógicos que permitam aos alunos adquirir e construir o seu (s) conhecimento(s) de forma lúdica.

A coordenadora Erasmus+ AETTR
Rosa Fernandes

 

 

Docentes do Agrupamento de Tondela Tomaz Ribeiro frequentam Curso de Formação em Budapeste, na Hungria

01 AETTR-Budapeste-Hungria i

Um grupo de 5 docentes do Agrupamento de Tondela Tomaz Ribeiro (AETTR) frequentou, de 16 a 21 de maio, um curso de formação intitulado: “Coaching and Mentoring to Support Teachers.”
Esta mobilidade enquadra-se no âmbito do Projeto Âncora, apresentado pelo AETTR ao programa Erasmus+, ação chave 1.
O Programa Erasmus+ é um programa da União Europeia que abrange as áreas da Educação, Formação, Juventude e Desporto, pretendendo contribuir para o desenvolvimento de sinergias e cooperação entre os vários setores da educação, formação e juventude e o mundo do trabalho.
A Ação Chave 1 do Programa Erasmus+ destina-se a financiar formação de professores na Europa. É atribuída a escolas que apresentam um Plano de Desenvolvimento Europeu (PDE) e objetivam as suas necessidades de formação e as metas que pretendem atingir com o auxílio daquele financiamento.
O Projeto Âncora foi apresentado pelo agrupamento de escolas de Tondela Tomaz Ribeiro àquele programa, tendo sido aprovado e financiado.
Ao longo deste curso, em Budapeste, na Hungria, os professores participantes foram relembrados que faz parte da vida das empresas de negócios usar o coaching, isto é, aconselhamento ou o mentoring (supervisão e acompanhamento) para ajudar os seus profissionais a realizar melhor as suas competências.
No que respeita à educação e às escolas, este tipo de apoio ainda é raro e os professores tendem a ser avaliados, em vez de ajudados na construção do seu desenvolvimento profissional.
A importância de construir uma cultura escolar onde os professores colaborem, acompanhem as aulas uns dos outros, no sentido de uma partilha, aprendizagem e desenvolvimento mútuos, foram alvo de debate ao longo da semana.
Os formandos refletiram sobre princípios básicos e técnicas de mentoring, comunicação profissional, observação em sala de aula, escuta ativa e feedback formativo.
Ouvir ativamente, liderar discussões profissionais, fazer as perguntas certas, promovendo a reflexão sobre questões profissionais, convidando à autorreflexão, dando feedback formativo são tarefas a considerar na ajuda prestada aos mais novos, no estabelecimento dos seus próprios objetivos profissionais.
Para tanto, foram observadas partes de aulas em vídeo, curtas leituras, dramatizações e discussões em grupo, ficando os formandos com uma visão geral das funções e responsabilidades do mentor e uma visão clara de como este pode contribuir para a cultura da sua organização escolar.
Efetivamente, a mentoria não é apenas benéfica para os orientandos, ela contribui também para o bem-estar profissional dos próprios mentores, mas ainda para a construção dos padrões profissionais da própria instituição escolar.

 

A coordenadora do Projeto ÂNCORA, Erasmus+

Rosa Fernandes

 

 

 

Disseminação de Práticas Pedagógicas no Museu do Caramulo pelos Professores ao Agrupamento de Escolas de Tondela Tomás Ribeiro

02 Atividades-no-Museu iiQue potencialidades encerram as atividades desenvolvidas fora da sala de aula na aprendizagem?

Os investigadores em educação afirmam que as competências académicas e pessoais desenvolvidas no exterior permanecem com os estudantes, e melhoram o seu desempenho durante toda a vida escolar.

A prática pedagógica desenvolvida Fora da Sala de Aula - Education Outside the Classroom (EOTC), com a realização de atividades organizadas numa infinidade de espaços exteriores, aproveitando o património natural e construído que nos rodeia, como museus, monumentos, centros culturais, centros de ciência, … e até a própria natureza, permitem aos alunos explorar o mundo de forma mais eficaz, contribuindo para uma efetiva construção das aprendizagens e desenvolvimento pessoal de cada um. Contribui, além do mais, para promover a própria formação do professor.

Os assuntos tornam-se mais interdisciplinares, mais vívidos e, por isso, mais interessantes para os alunos. A boa qualidade das experiências educativas fora da sala de aula pode levar, efetivamente, a uma compreensão mais profunda dos conceitos, incluindo aqueles que são frequentemente difíceis de ensinar usando, apenas, métodos tradicionais em sala de aula.

Com o objetivo de explorar o Museu do Caramulo numa perspetiva multidisciplinar, os professores participantes no projeto ÂNCORA, Erasmus+, dinamizaram, no passado dia 1 de junho, diversas atividades que poderão ser realizadas por alunos dos 2º e 3º ciclos, podendo ainda, ser adaptadas a outros níveis de ensino.

Os docentes foram convidados a percorrer as salas do Museu de Arte, respondendo aos diferentes desafios que lhes foram sugeridos. Através de uma observação atenta, localizaram detalhes, fotografaram pormenores. Em diferentes línguas, descreveram alguns retratos. Fizeram dramatizações, desenharam, fizeram cálculos… e sobretudo divertiram-se. Verificaram que, com imaginação, consegue-se mobilizar os diferentes conteúdos a ensinar, de uma forma lúdica e, indubitavelmente, mais motivadora para os alunos.

No final da sessão, partilharam-se as atividades.

Seguiu-se um lanche de confraternização na Escola Básica do Caramulo. A partir do quadro de Picasso, presente no Museu, a professora Sofia Morgado criou um bolo delicioso, verdadeira obra de arte!

Tratou-se de uma ação de formação de partilha de práticas e de reafirmação de espírito de equipa, onde a colaboração conduziu, mias uma vez, a melhores aprendizagens!

01 Atividades-no-Museu i

Rosa Fernandes

Coordenadora Projeto ÂNCORA, Erasmus+ AETTR

 

 

 

ENSINAR E APRENDER FORA DA CAIXA

Ação de Disseminação de Práticas Pedagógicas no Agrupamento de Escolas de Tondela Tomás Ribeiro

03 Cartaz fora-caixa AETTR iii

No âmbito do Projeto ÂNCORA, Erasmus+, os docentes do Agrupamento de Escolas de Tondela Tomás Ribeiro dinamizaram uma ação de partilha de práticas enquadradas na temática da Educação Fora da Sala de Aula (Education Outdoor The Classroom (EOTC)). A ação teve início na Biblioteca da Escola Secundária de Tondela, com um enquadramento teórico sobre o tema, por parte da coordenadora do Projeto ÂNCORA, E+, Rosa Fernandes.

De seguida, os docentes foram convidados a interagirem uns com os outros através da descoberta de um Bingo Humano.

Iniciou-se então um roteiro pedestre, com paragens nos monumentos e locais mais emblemáticos da cidade de Tondela: arquivo municipal, estátua do soldado desconhecido, estátuas em frente ao tribunal, museu de besteiros, câmara municipal, antigo mercado, fonte da sereia... O professor Jorge Humberto forneceu informações históricas sobre cada local.

Os professores participantes, organizados por equipas, foram então convidados a criar, em cada etapa do percurso, a parte de uma narrativa que viria a ser apresentada no final da caminhada e que será posteriormente transposta para um e-book. A imaginação esteve ao rubro!

A vertente pedagógica dos jogos foi relembrada, de seguida, através da realização de diferentes atividades lúdicas dinamizadas pelo professor José João Cardoso. A divertirmo-nos ensinamos melhor e os alunos aprendem mais, referem os investigadores!

O professor Manuel Paraíba convidou então os participantes para uma sessão de relaxamento, com técnicas de ioga e respiração, como forma de combater o stress, tanto para os docentes, como para os alunos.

Depois da partilha das narrativas criadas por cada equipa, os docentes puderam ainda deliciar-se com um saboroso lanche, organizado pelo Professor António Costa, com a preciosa colaboração das assistentes operacionais do Campo de Besteiros. Bem hajam, D. Anabela e D. Carla! Foi uma tarde bastante divertida, onde ficou provado que da colaboração nascem as boas práticas. Acreditamos que professores mais motivados formarão alunos mais ancorados à escola. Eis o propósito do Projeto ÂNCORA! ENSINAR E APRENDER FORA DA CAIXA torna as aprendizagens, com certeza, mais significativas!

01 Ensinar-fora-da-caixa i

 02 Ensinar-fora-da-caixa ii

Rosa Fernandes

Coordenadora Erasmus+ AETTR

 

 

 

Docentes do Agrupamento de Tondela Tomaz Ribeiro frequentam curso de formação em Limassol, no Chipre

Chipre grupoUm grupo de 7 docentes do Agrupamento de Tondela Tomaz Ribeiro (AETTR) frequentou, de 26 a 31 de março, um curso de formação intitulado: “EDUCATION OUTSIDE THE CLASSROOM– Learning from sites, museums, monuments & nature”.

Esta mobilidade enquadra-se no âmbito do Projeto ÂNCORA, apresentado pelo AETTR ao programa Erasmus+, ação chave 1.

O Programa Erasmus + é um programa da União Europeia que abrange as áreas da Educação, Formação, Juventude e Desporto, pretendendo contribuir para o desenvolvimento de sinergias e cooperação entre os vários setores da educação, formação e juventude e o mundo do trabalho.

A Ação Chave 1 do Programa Erasmus+ destina-se a financiar formação de professores na Europa. É atribuída a escolas que apresentam um Plano de Desenvolvimento Europeu (PDE) e objetivam as suas necessidades de formação e as metas que pretendem atingir com o auxílio daquele financiamento.

O Projeto Âncora foi apresentado pelo agrupamento de escolas de Tondela Tomaz Ribeiro àquele programa, tendo sido aprovado e financiado.

Ao longo deste curso, em Limassol, no Chipre, os professores participantes refletiram sobre a base teórica da Educação Fora da Sala de Aula - Education Outside the Classroom (EOTC), sobre as orientações práticas para integrar as atividades e implementar programas em todas as áreas do currículo e da vida escolar dos alunos.

Os investigadores em educação atuais afirmam que atividades organizadas no exterior, aproveitando o património que nos rodeia, como museus, monumentos, centros culturais, centros de ciência,… e até a própria natureza, permitem aos alunos explorar o mundo de forma mais eficaz, contribuindo para uma efetiva construção das aprendizagens e desenvolvimento pessoal de cada um. Os assuntos tornam-se mais interdisciplinares, mais vívidos e, por isso, mais interessantes para os alunos.

A boa qualidade das experiências educativas, fora da sala de aula, pode levar, efetivamente, a uma compreensão mais profunda dos conceitos, incluindo aqueles que são frequentemente difíceis de ensinar usando, apenas, métodos tradicionais em sala de aula.

Os docentes participantes, nesta formação, encontram-se já a organizar atividades de educação no exterior, dirigidas a alunos e outros professores, nomeadamente no Museu do Caramulo e na ACERT, para disseminar as práticas adquiridas.

Chipre 02

 

A coordenadora do Projeto ÂNCORA, Erasmus+

Rosa Fernandes

 

 

  

Docentes do Agrupamento de Escolas de Tondela Tomaz Ribeiro frequentam curso de formação em Praga, na República Checa

Form Praga

“PLAYTIME AND DOWNTIME FOR TEACHERS AND STUDENTS: THE
PSYCHOLOGY OF TIME TO FEEL GOOD AND DO GOOD!” (Recreação e descanso para professores e alunos: a psicologia do tempo para se sentir bem e fazer o bem!) foi o tema da formação Erasmus+ que reuniu 6 professores do Agrupamento de Escolas de Tondela Tomás Ribeiro, de 31 de janeiro a 6 de
fevereiro, em Praga, na República Checa.

Ao longo de uma semana, os docentes refletiram sobre a ciência (psicologia e fisiologia) dos jogos, sobre o equilíbrio entre trabalho e vida, sobre estratégias positivas para enfrentar o cansaço e o stress, através da prática de técnicas inovadoras que envolveram arte, psicologia e terapia, mindfulness e ioga.

Através da realização de atividades criativas, enquadradas numa aprendizagem experimental e lúdica, os professores foram desafiados a procurar formas de projetar e integrar jogos na prática letiva, promovendo o recarregamento de baterias para novos desafios e tarefas, por parte dos docentes, mas também dos alunos.

Efetivamente, o tempo de jogo e o tempo de inatividade, afirmam os especialistas na área, podem oferecer uma sensação de envolvimento e prazer, permitindo que alunos e docentes se sintam motivados e enérgicos e adquiram capacidades de resolução de problemas e resiliência. Além disso, fornecer à mente essas dimensões de tempo pode acelerar a aprendizagem, aumentar a produtividade, a cooperação e a satisfação no trabalho. 

Os formandos tiveram ainda ocasião de conhecer diferentes aspetos culturais da cidade de Praga, onde a história se alia à arte em cada rua, em cada praça,
em cada monumento.

Estamos certos, que esta formação terá contribuído significativamente para que os docentes tenham voltado prontos para regressar às aulas com muita energia, para compartilhar e inspirar os colegas e proporcionar aos alunos atividades que visem uma aprendizagem criativa e lúdica!

 

Rosa Fernandes
Coordenadora do Projeto ÂNCORA- Erasmus+ KA1

 

Docentes do AETTR frequentam cursos de formação Erasmus+ no estrangeiro


Um grupo de 7 docentes do AETTR frequentou, de 17 a 21 de fevereiro de 2020, um curso de formação intitulado “ICT-Enhancing Skills in Learning” em S. Jullians, Malta. Esta mobilidade enquadra-se no âmbito do Projeto Âncora, apresentado pelo agrupamento ao programa Erasmus+, ação-chave 1.

A ação-chave 1 do programa destina-se a financiar formação de professores na Europa. É atribuída a escolas que apresentam um Plano de Desenvolvimento Europeu (PDE) e objetivam as suas necessidades de formação e as metas que pretendem atingir com o auxílio daquele financiamento.

Durante cinco dias, das 9 às 14H30, os docentes, orientados por Mario Cordina, professor da Universidade de La Valleta, exploraram diferentes ferramentas e aplicações digitais tendo em vista a aplicação em contexto educativo. Para além da formação em sala de aula, a entidade formadora (ETI)  proporcionou duas visitas guiadas à atual capital La Valleta, cidade património da UNESCO, e Mdina, antiga capital de Malta, cidades onde se pode constatar a influência dos diferentes povos que, na ilha, se sucederam. Britânicos, Franceses, Turcos, mas também os Portugueses, cujas figuras de destaque foram Manuel Pinto da Fonseca (1681-1773) e António Manuel Vilhena (1663-1736), grão-mestres da ordem dos hospitalários de S. João.

Tratou-se de uma experiência pedagógica e culturalmente enriquecedora. Os docentes participantes irão desenvolver atividades de disseminação da formação junto dos restantes professores do agrupamento de escolas.

De 11 a 15 de novembro de 2019, um grupo de seis professores do Agrupamento de Escolas de Tondela Tomaz Ribeiro (AETTR) deslocou-se a Helsínquia, na Finlândia, onde frequentou um curso de formação de cinco dias subordinado ao tema: “School leadership and educational inovation”. Anteriormente, no mês de setembro, outro grupo de quatro professores já se tinha deslocado a Florença, Itália, onde frequentou o curso de formação intitulado: “Happy schools: positive education for well-being and life-skills development”.

 

 

5 o'clock tea 4 teachers & staff

O Clube Europeu, no âmbito do projeto Âncora, e de acordo com o Plano de Desenvolvimento Europeu (PDE) do agrupamento, leva a efeito um espaço de conversação em língua inglesa "5 o'clock tea 4 teachers & staff", às terças e quintas-feiras, das 17:45 às 18:45 horas.

O objetivo é otimizar a proficiência linguística em inglês dos professores, assistentes operacionais e assistentes técnicos, num ambiente informal.

 

 

Projeto Âncora

Este projeto foi apresentado pelo AETTR no âmbito de um programa europeu de formação de professores, no biénio 2019/2021, tendo sido aprovado e financiado.

Os principais objetivos deste projeto visam proporcionar o desenvolvimento de competências pedagógicas inovadoras que potenciem a criação de ambientes de aprendizagem enriquecidos, promover o trabalho colaborativo e reforçar dinâmicas de liderança motivadoras, entre outros.

O projeto prevê a realização de 37 mobilidades para formação de professores, de acordo com o plano de desenvolvimento europeu do agrupamento.

Ver folheto informativo


bottom


Escola Secundária de Tondela 27/11/2022